Luz visível: Usar protetor solar dentro de casa é necessário ou exagero?

Luz visível: Usar protetor solar dentro de casa é necessário ou exagero?

Certamente você tem passado mais tempo em casa e é provável que esteja deixando o protetor solar de lado, afinal de contas não está sofrendo exposição solar direta. Mas você já ouviu falar sobre luz visível e que por causa dela é necessário o uso de protetor solar dentro de casa?

De fato, dentro de casa sua pele está mais protegida contra a radiação UV, e você não vai ter sinais visíveis de exposição ao sol  como vermelhidão ou queimadura solar. Mas será que realmente você está protegido da radiação solar que entra em casa pela janela? 🧐

Primeiro, é importante saber que o sol é o maior promotor do envelhecimento cutâneo e que esse efeito na pele não é imediato como a vermelhidão provocada pela radiação UVB. O envelhecimento da pele precipitado pelo sol ocorre lentamente, sobretudo pela ação da radiação UVA, que representa mais de 90% da radiação UV total. E aí que mora o perigo, pois embora os efeitos da radiação UVA na pele pareçam inofensivos,  uma taxa muito alta dessa radiação vai acelerando o envelhecimento cutâneo de forma “silenciosa”. 

Tudo isso porque a radiação UVA tem capacidade de atingir as camadas mais profundas da pele e gerar vários danos que aceleram o seu envelhecimento. Como resultado surgem manchas, ressecamento, perda de elasticidade e surgimento e piora das rugas e linhas de expressão

Por isso, mesmo estando em casa, estamos sujeitos a ação “silenciosa” da radiação solar. ☀️

Além disso, também estamos expostos aos danos cumulativos provocados pela luz visível. 

E o que é a luz visível? 

A luz visível é a faixa da radiação eletromagnética visível ao olho humano e emitida pelo sol, lâmpadas e aparelhos eletrônicos. Ela parece inofensiva, mas é capaz de penetrar nas camadas mais profundas da pele e causar danos cumulativos que contribuem para os sinais de envelhecimento, sobretudo de manchas como o melasma.💡

Para evitar a luz visível (não precisa de neura, só um pouco mais de atenção):

  1. Desapegue dos eletrônicos. Que tal tentar estabelecer um intervalo de tempo diário para uso dos eletrônicos? Esse limite é particularmente importante à noite, pois a faixa de luz visível emitida pelos aparelhos, conhecida como luz azul, está relacionada a redução da produção de melatonina, o hormônio que nos ajuda a ter uma boa noite de sono. Para quem não consegue desapegar do smartphone, a dica é usar filtros contra essa luz azul que vem no próprio aparelho ou em aplicativos que regulam a luminosidade do celular.📱
  2. Use protetor solar dentro de casa com proteção contra essa radiação. Os protetores ideais são aqueles com cor ou que possuem filtros físicos, como o óxido de ferro.

Portanto, não é mito! Use diariamente o seu protetor solar dentro de casa, sobretudo se já tiver manchas, como melasma. E de preferência opte por protetores com cor que tenham filtros contra a radiação UVA e filtros físicos contra a  luz visível. 

Gostou das dicas? Comenta aí embaixo.

Younger Derm

3 comentários em “Luz visível: Usar protetor solar dentro de casa é necessário ou exagero?”

  1. Pingback: Hábitos que aceleram a perda de colágeno na pele

  2. Pingback: Elastina: A Proteína-Chave para uma Pele Flexível e Jovem

  3. Pingback: Hábitos que aceleram a perda do colágeno na pele

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *