Pra que serve o ácido hialurônico?

Provavelmente você já ouviu falar do ácido hialurônico, e se não ouviu, já viu pelo uma de suas famosas aplicações que é seu uso nas técnicas de preenchimento facial, cada vez mais comuns na atualidade.
Mas afinal de contas, pra que serve o ácido hialurônico?

Pra que serve o ácido hialurônico?

O ácido hialurônico é um polissacarídeo de alto peso molecular naturalmente presente no nosso organismo e um dos principais componentes da matriz extracelular da pele, que em resumo é uma rede estrutural complexa formada por vários elementos  que sustentam e preenchem os espaços entre as células. 

Aproximadamente 50% do total de ácido hialurônico presente no corpo, reside na pele, onde desempenha um papel fundamental não só na hidratação, mas também no preenchimento e manutenção dos espaços extracelulares onde ficam ancoradas as fibras de colágeno e elastina que são proteínas estruturais responsáveis pela firmeza e elasticidade da pele.

Quimicamente ele é uma das moléculas mais hidrofílicas (propriedade do que absorve bem a água) na natureza em virtude de sua composição de dissacarídeos poliméricos repetidos de ácido D-glucurônico e N-acetil-D-glucosamina. 

Calma, não precisa decorar esses nomes!

Se quiser saber pra que serve o ácido hialurônico, basta apenas entender que o ácido hialurônico é uma das substâncias com maior capacidade de absorção de água na sua estrutura química, podendo absorver inclusive uma quantidade de água muito superior ao seu volume, propriedade que o torna o componente-chave na hidratação cutânea.

Como assim? Para manter a pele hidrata não basta ingerir água?

Não! Embora seja fundamental a ingestão diária de água de acordo com seu peso e necessidades, o organismo precisa “retê-la” nos tecidos. E isso o ácido hialurônico faz com excelência.

Além disso, ele desempenha um papel fundamental na manutenção de espaços extracelulares, preenchendo as lacunas entre as células e melhorando a organização das fibras de colágeno e elastina que são proteínas estruturais responsáveis pela firmeza e elasticidade da pele.

Portanto, para manter a pele hidratada, não basta ingerir água, mas ter um nível adequado de ácido hialurônico. 

E como saber se temos o nível adequado de ácido hialurônico?

Não existe uma técnica específica na prática clínica para avaliar o nível de ácido hialurônico presente na pele. Mas os profissionais de saúde sabem identificar quando os seus níveis estão diminuindo.

Os efeitos mais visíveis dessa redução são a perda de hidratação, de volume e de elasticidade, o que também leva a formação de linhas de expressão e rugas. 

O que causa a redução de ácido hialurônico na pele?

A principal causa da redução dos níveis de ácido hialurônico  na pele é o tempo. Já é bem estabelecido que seus níveis vão diminuindo com a idade.

Estudos mostram que na pele envelhecida o ácido hialurônico tende a desaparecer completamente da epiderme (camada mais externa da pele) e é reduzido de forma significativa na derme (camada interna da pele, onde se localiza o colágeno e outros componentes responsáveis pela estrutura e integridade da pele.

 Já foi relatado que aos 60 anos uma pessoa tem metade da quantidade de ácido hialurônico na pele em comparação com uma pessoa de 19 anos. E que aos 70 anos essa redução é ainda maior, chegando a um quarto. Além disso, ao longo dos anos os polímeros de ácido hialurônico tornam-se progressivamente mais ligados aos tecidos e isso afeta sua capacidade de retenção de água, com consequente perda de umidade e desidratação da pele.

O que fazer então pra repor o ácido hialurônico na pele?

Como os níveis de ácido hialurônico vão diminuindo com a idade, o ideal é começar a cuidar da pele desde cedo. Quanto mais cedo você começar, maiores serão os benefícios e menores as perdas ao longo do tempo. Basta seguir com os cuidados com a pele do rosto para cada fase da vida.

O que pode ser feito para reposição do ácido hialurônico é a sua suplementação através do uso oral de nutricosméticos, sua aplicação tópica através do uso de dermocosméticos ou sua injeção pelas técnicas de preenchimento facial.

Os principais benefícios do ácido hialurônico são a hidratação, volume e elasticidade da pele. Mas ele também tem sido indicado para clarear estrias escuras.

Como  funciona o preenchimento facial com ácido hialurônico? 

O preenchimento é uma técnica onde se injeta o ácido nas áreas da face mais caídas ou marcadas. Por esse poder de preencher os espaços e dar volume, muitas pessoas utilizam o ácido hialurônico para preenchimento de olheiras profundas ou flácidas e  nas técnicas de harmonização facial, com as quais é possível fazer ajustes e algumas mudanças na face, como projeção de queixo ou aumento de lábios, por exemplo. Com o tempo o ácido hialurônico que foi injetado também vai diminuindo e precisa ser refeito. O tempo médio de duração do seu efeito gira em torno de 1 ano. 

A reposição com suplementos é confiável?

A suplementação oral do ácido hialurônico é bastante efetiva no rejuvenescimento da pele, não só pelo seu poder hidratante, mas também pela sua atuação em outros mecanismos que retardam o envelhecimento cutâneo, estimulando não apenas a síntese de ácido hialurônico, mas também de outros componentes fundamentais para beleza pele, como o colágeno.

O grande benefício do seu uso oral é que ele age de dentro pra fora e diferentemente dos produtos de uso tópico, seus benefícios não se restringem apenas ao local da aplicação, mas a atuação na pele e no organismo como um todo.

Esse seu uso como suplemento anti-aging se tornou mais conhecido após uma reportagem na ABC News, um programa americano que revelou o  consumo do  ácido hialurônico como o segredo da longevidade em um vilarejo no Japão.  

Quem não quer aderir aos segredos da pele das orientais?

Desde então muitos estudos científicos tem sido realizados, com benefícios cientificamente comprovados na hidratação e elasticidade da pele. 

A dose usual de ácido hialurônico é de 50 a 250 mg ao dia. Em geral, doses maiores são indicadas quando seu uso é isolado e doses menores quando seu uso é associado a outros nutrientes. O benefício quando associado a outros nutrientes, como o colágeno, é poder fornecer um tratamento mais completo para rejuvenescimento.

Younger Derm Care

Quer ver como o ácido hialurônico age dentro do nosso organismo? 

Para 1 minutinho para ver esse vídeo de você vai entender direitinho pra que serve o ácido hialurônico! 

Referências científicas

Bukhari S. N. A., Roswandi N. L., Waqas M., Habib H., Hussain F., Khan, S., Sohail M., Ramli N A,  Thu E. H., Hussain Z. Hyaluronic Acid, a Promising Skin Rejuvenating Biomedicine: A Review of Recent Updates and Pre-clinical and Clinical Investigations on Cosmetic and Nutricosmetic Effects. International Journal of Biological Macromolecules, 2018.

Fallacara A., Baldini E., Manfredini  S., Vertuani S. Hyaluronic Acid in the Third Millennium. Polymers. 10, 701, 2018. 

Göllner I., Voss W., Hehn U. V., Kammerer S. Ingestion of an Oral Hyaluronan Solution Improves Skin Hydration, Wrinkle Reduction, Elasticity, and Skin Roughness: Results of a Clinical Study. Journal of Evidence-Based Complementary & Alternative Medicine, 2017. 

Kawada C., Yoshida T., Yoshida H., Sakamoto W., Odanaka W., Sato T., Yamasaki, T., Kanemitsu T., Masuda Y., Urushibata, O. Ingestion of hyaluronans (molecular weights 800 k and 300 k) improves dry skin conditions: a randomized, double blind, controlled study. J. Clin. Biochem. Nutr. 56(1): 66-73, 2015.

Kawada, C.; Yoshida, T.; Yoshida, H.; Matsuoka, R.; Sakamoto, W.; Odanaka, W.; Sato, T.; Yamasaki, T.; Kanemitsu, T.; Masuda, Y.; et al. Ingested hyaluronan moisturizes dry skin. Nutr. J. 13, 70, 2014 

Oe M, et al. Oral hyaluronan relieves wrinkles: a double-blinded, placebo-controlled study over a 12-week period. Clinical, Cosmetic and Investigation Dermatologi. 10: 267-273, 2017.

Papakonstantinou E., Roth M., Karakiulakis G. Hyaluronic acid A key molecule in skin aging Dermato-Endocrinology, 4(3): 253-258, 2012.

Pujol A. P. Nutrição aplicada a estética, 2ª edição, 2020.

5 comentários em “Pra que serve o ácido hialurônico?”

  1. Pingback: Hábitos que aceleram a perda de colágeno na pele

  2. Pingback: Biotina: Entenda sua importância para cabelos e unhas fortes

  3. Pingback: Elastina: A Proteína-Chave para uma Pele Flexível e Jovem

  4. Pingback: Pele Ressecada: Causas, Tratamentos e Cuidados Essenciais

  5. Pingback: Hábitos que aceleram a perda do colágeno na pele

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *