Silício: para que serve e qual a sua relação com a pele?

O que é o silício? 

O silício é um metal encontrado na natureza como sílica. É o mineral mais abundante na crosta terrestre e tem sido amplamente utilizado na indústria, inclusive adicionado a alimentos e bebidas como um conservante (dióxido de silício). Também é comumente encontrado em cristais de rocha como o quartzo, e na areia, como o dióxido de silício (SiO2), uma forma ativa usada na fabricação do vidro. 

As principais fontes alimentares de silício incluem cereais (como aveia, cevada, centeio e arroz integral), nabo, avelã, feijão, açúcar de beterraba, e broto de alfafa. A cavalinha (Equisetum arvense) também apresenta o mineral em sua composição. Ele também é encontrado, porém em menor quantidade, no alface, pepino, abacaxi, morango, cebola, dente de-leão e outros vegetais verdes escuros.

O solo também pode tornar-se deficiente em silício, prejudicando o conteúdo desse mineral encontrado nos alimentos.

Silício: para que serve e qual a sua relação com a pele?

E o que é o silício orgânico?

O silício orgânico é a forma deste mineral disponível e facilmente absorvido pelo organismo humano. A forma normalmente encontrada é o ácido silícico, altamente estável e bem absorvido.

Relação do mineral com a pele

É o terceiro mineral mais abundante no corpo humano, sendo encontrado na pele, cabelos, unhas, cartilagens, tendões, ossos, vasos sanguíneos e válvulas cardíacas. As maiores concentrações do mineral, no entanto, estão na pele, mucosas e tecido conjuntivo, onde desempenha um importante papel estrutural. Sendo por isso muito utilizado em suplementação para rejuvenescimento da pele. 

Segundo estudos os níveis de silício variam na relação inversa à idade, sobretudo nas paredes arteriais e na pele. Devido ao envelhecimento, entre os 25 e 60 anos, ocorre um decréscimo de até 80% de silício nos tecidos. As artérias jovens têm mais silício que as mais velhas. Por esse motivo, a reposição do silício se torna tão importante.

O silício é um mineral essencial para a estrutura da pele e do tecido conjuntivo. Pois é necessário para produção e integridade do colágeno, elastina, ácido hialurônico e outras substâncias da matriz extracelular, atuando também como elemento de ligação entre as macromoléculas do tecido conjuntivo. 

Desempenha também importante função na estrutura dérmica através das ligações com macromoléculas tais como as glicosaminoglicanas, proteoglicanas, glicoproteínas estruturais e ácido hialurônico, determinando a formação estrutural dos tecidos da pele

É descrito que o silício, principalmente em sua forma orgânica (ácido silícico), participa da síntese de prolina, um dos principais constituintes do colágeno. No âmbito estético, o silício está envolvido no metabolismo e divisão das células, crescimento de cabelo, pele e unhas, favorecendo, ainda, a hidratação da derme e epiderme, devido à sua capacidade de manter a água ligada aos tecidos. Propõe-se, ainda, ação antioxidante e capacidade de reduzir reações de glicação avançada do colágeno.

Os estudos científicos reafirmam a eficácia do mineral. Um estudo científico teve como um de seus objetivos investigar os efeitos de diferentes concentrações de ácido ortossilícico sobre a síntese de colágeno tipo 1 em culturas de osteoblastos humanos e fibroblastos de pele humana. Os resultados, apesar de preliminares por se tratar de um estudo in vitro, apontaram que baixas concentrações (consideradas fisiológicas) de ácido ortossilícico foram capazes de estimular, em osteoblastos e fibroblastos, a síntese de colágeno tipo 1, o maior constituinte da pele.

Para que serve o silício na pele?

  • Firmeza;
  • Hidratação;
  • Elasticidade;
  • Melhora aspereza e textura;
  • Integridade e saúde da pele;
  • Protege contra o envelhecimento;
  • Previne a formação de rugas e linhas de expressão.

Por que suplementar este mineral?

  • O corpo não produz o silício;
  • Teor diminui com a idade;
  • Baixa biodisponibilidade (absorção) em alimentos;
  • Essencial para produção e manutenção da integridade do colágeno, elastina e outras substâncias da matriz extracelular.

Younger Derm Care

Quer ver para que serve o silício e como ele age dentro do nosso organismo? 

Para 1 minutinho para ver esse vídeo de você vai entender direitinho pra que serve o silício! 

Agora que você já sabe para que serve o silício, fique atento aos nutrientes essenciais para a saúde e beleza da pele e que precisam de reposição com o passar dos anos. E principalmente em produtos com fórmulas que combinem os ativos importantes em uma dose diária. Esse cuidado vai garantir uma pele mais firme, hidratada e jovem por mais tempo.

Referências

1 – Kalil C. L. P. V., Campos V., Cignachi S., Izidor J. F., Reinehr C. P. H., Chaves C. Evaluation of Cutaneous Rejuvenation Associated With the Use of Ortho-Silicic Acid Stabilized by Hydrolyzed Marine Collagen. J Cosmet Dermatol, p. 1-7, 2017.

2 – Scholze, A. F. A., A importância do mineral silício na estética. Revista Brasileira de Nutrição Funcional – ano 15, nº62, 2015.

3 – Gonçalves, R. S. A., Lima, S. C., As vantagens do silício orânico na estética corporal. pdf. 

4 – Souza, V. M.; Junior D. A. Ativos dermatológicos: Dermocosméticos e nutracêuticos. Ed. especial 10 anos. Vol. 1 a 8. São Paulo: Pharmabooks, 2013. 

5 – Vasconcelos, R., Estudo sobre o uso do Silíco Orgânico no combate ao envelhecimento precoce da pele.pdf. 2017.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *