Quais são os tipos de colágeno e qual eu devo tomar?

Quais são os tipos de colágeno e qual eu devo tomar?

Nunca se falou tanto sobre suplementação de colágeno como agora. E no meio dessa enxurrada de informação e de vários suplementos de colágeno no mercado, a gente fica com aquela dúvida: afinal de contas, quais tipos de colágeno existem e qual eu devo tomar? 

Existem vários tipos de colágeno com diferentes finalidades. Por isso, hoje viemos esclarecer algumas dúvidas para te ajudar a escolher o colágeno mais adequado para você.

Quais são os tipos de colágeno e qual eu devo tomar?

Existem diferentes tipos de colágeno, cada um mais específico para uma região do nosso corpo. Temos no mercado um colágeno específico para os músculos, um tipo de colágeno para as articulações e cartilagem, e um colágeno específico para a pele, cabelos e unhas.

Tipos de colágeno

Existe muita polêmica sobre a eficácia do uso oral de colágeno, pois quando o colágeno in natura, uma proteína com molécula grande presente nos alimentos, chega no trato gastrointestinal, ela é degradada e absorvida na forma de aminoácidos que, por sua vez, podem migrar para qualquer área do corpo.  

Porém, hoje contamos com novas tecnologias para a obtenção do colágeno. Dois tipos que garantem uma eficaz absorção no nosso organismo são o colágeno hidrolisado e os peptídeos de colágeno.

O que é colágeno hidrolisado?

O colágeno hidrolisado é um colágeno obtido através de uma quebra chamada hidrólise, onde aquela molécula grande de colágeno é quebrada em pequenos pedaços que formam o colágeno hidrolisado.

E os peptídeos de colágeno? O que são?

Os peptídeos de colágeno surgem a partir de uma segunda quebra, ou seja, são fragmentos  ainda menores de colágeno que possuem uma absorção muito mais efetiva no nosso organismo. Diferente dos outros tipos de colágeno, eles possuem um direcionamento mais específico para determinadas áreas do nosso organismo.

Diferença entre colágeno, colágeno hidrolisado e peptídeos de colágeno

Quando o colágeno está na forma de peptídeos, sua absorção é mais rápida e não precisa ser transformado ou degradado, pois já se encontra na forma de pequenos fragmentos que após a ingestão são absorvidos e seguem então para os seus tecidos alvo, onde atuam estimulando a síntese de colágeno e impedindo sua degradação.

Existem peptídeos de colágeno específicos para as articulações, para a pele ou para os músculos. Eles possuem resultados comprovados cientificamente que mostram que são a melhor opção para tratar cada região do nosso corpo separadamente. 

Os principais tipos de peptídeos de colágeno são o colágeno tipo I e o tipo II. O colágeno tipo II é indicado para proteger e evitar o desgaste das articulações. E o Tipo I para aumentar a firmeza da pele e reduzir e prevenir as rugas e linhas de expressão.

Qual o melhor tipo de colágeno para a pele, cabelos e unhas?

O colágeno mais indicado para o tratamento da pele, cabelos e unhas é o Colágeno Verisol.

O que é o colágeno Verisol? 

Colágeno Verisol é um grupo de peptídeos bioativos de colágeno obtidos através tecnologia alemã exclusiva, que produz aqueles peptídeos, fazendo com que eles tenham uma absorção muito mais efetiva no nosso organismo, assim como um direcionamento específico para pele, cabelos e unhas. 

Existem estudos clínicos com Verisol que mostram os seus resultados na redução das rugas, redução de celulite, aumento da firmeza da pele, aumento da espessura dos fios dos cabelos, assim como o fortalecimento das unhas e aumento da taxa de crescimento tanto das unhas como dos cabelos. 

Como saber qual suplemento possui o colágeno Verisol? 

Para descobrir quais suplementos possuem o Verisol, basta olhar na embalagem se existe a logomarca do produto.

Um ótimo exemplo é o Younger, o colágeno mais completo do mercado, que possui a logo do Verisol, como mostra na imagem abaixo:

Caixa do Younger Derm Care

Ele possui 2,5 gramas de Verisol, a dose ideal estabelecida em estudos clínicos. 

Além do colágeno Verisol, o Younger possui mais 13 nutrientes que fazem com que a fórmula fique muito mais efetiva. Isso porque para o nosso corpo produzir colágeno, não precisamos só do estímulo dos peptídeos. Precisamos também de outros nutrientes como a vitamina C, o cobre, o silício, entre outros.

Younger Derm

Caso tenha alguma dúvida sobre esse assunto, pode deixar aqui nos comentários, ou entrar em contato com a nossa equipe.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *